A Cozinha da Raquel

Quem me segue pelos stories das ferramentas de "social media" tem visto muitas fotografias de comida e bebida e há dois fins de semana atrás falei-vos na "Cozinha da Raquel".

.

Estou a fervilhar de emoção para vos falar de todos os pormenores deste projecto dentro do @awakenedbodyportugal e o que tenho para vos oferecer nesta cozinha.

.

Por hoje, queria apenas partilhar o amor ou sobre o amor. 💓

Sinto que não só sou alimentada pelo amor como esse é um dos ingredientes essenciais para criar uma receita e para cozinhar.

A pergunta é: o que te move quando pões o avental e vais para a cozinha?

Quando procuras uma receita num livro ou pensas no que vais criar para o pequeno almoço, almoço ou jantar ou até mesmo um lanchinho no meio da manhã e da tarde?

Pensas em ti como cozinheir@, nos outros que vão comer, em ti que vais comer?

Pensas no todo?

Pensas nos ingredientes, de onde vêm e como os transformar?

Pensas no que é saudável de forma geral, para ti para os outros?

Se os ingredientes são biológicos ou não?

Ou não pensas de todo?

Segues um impulso?

Deixas-te mover por algo que não sabes o que é, mas que arde e que impulsiona à criação ou que, de certa forma, é a própria criação?

.

Eu poderia escrever um livro sobre isto, poderia, mas hoje apenas posso falar de Amor.

O Amor que é a resposta, o combustível e a acção em si para e na cozinha.

O Amor que é cada ingrediente e cada colherada aqui e ali.

O Amor que é o movimento e o próprio fogo que transforma, todos os microorganismos que fermentam, o tempo de magia e de transformação.

O Amor que é a resposta à materialização do espírito.

O Amor que é a aceitação, o abraçar, o respeitar e a rendição a estar num corpo e cuidar dele para se ser.

Sim, o corpo pode não ser essencial para se ser, mas eu honro a escolha que fiz em estar aqui e agora neste corpo e dele quero cuidar.

.

Diz-me lá, o que te move quando vais para a cozinha?